Jamie Cullum partilha novo vídeo para o tema “The Age of Anxiety”


Jamie Cullum, músico e multi-instrumentista triplamente platinado, acaba de lançar o vídeo para a canção “The Age of Anxiety”, retirado do seu mais recente álbum, “Taller”.

Criado por Neil Pymer, diretor criativo do premiado estúdio de animação Aardman, o vídeo é a ilustração perfeita da visão sobre a sociedade moderna que Jamie explora no tema. Quão agarrados estamos ao mundo digital e tudo o que isso implica no atual e turbulento contexto político ganha vida neste vídeo, cuidadosamente criado por Pymer e a sua equipa.

Neil diz sobre a direção criativa do vídeo: “‘Age of Anxiety’ é um tema altamente pertinente para os tempos em que vivemos, para a nossa política, para os media, para a cultura e para as relações, tanto digitais como pessoais. Quis criar uma alegoria intergaláctica num futuro ligeiramente à esquerda do nosso, mas não muito longe… Inspirando-me visualmente nas metrópoles de Fritz Lang, em Kubrick do “2001”, no “Blade Runner” e no SciFi dos anos 1950, o vídeo observa a solidão, a aceitação cega da tecnologia digital e mentalidade de multidão, mas é, em última análise, uma história de amor edificante, que abrange o espaço e o tempo, levando-nos a contornar a corrida dos ratos e a seguir o nosso próprio caminho. Também tínhamos que ter um piano lá … afinal, é Jamie Cullum!”

Jamie diz sobre o vídeo: “É a primeira vez que uma canção minha é interpretada, desta forma, por um animador. Estou assoberbado com os resultados. Atinge o lado mais profundo da canção e extrai dela novas ressonâncias. Sinto que é um verdadeiro tesouro. Tem sido um processo maravilhoso, totalmente livre de quaisquer pressões que não se prendessem com a criação de algo que tivesse uma oportunidade de perdurar neste universo ruidoso e caótico.”

A canção faz parte do mais recente álbum de Jamie, “Taller”, no qual aborda corajosamente questões pessoais com um novo sentido de autenticidade; cada canção reflete um desejo de crescimento e de aprender a explorar a vida. O disco tem influências funk, pop e gospel, alinhadas tanto no álbum como no poderoso “Mandkind”, cuja letra é um apelo emocionado direcionado a uma sociedade alienada.

Com 10 milhões de álbuns vendidos até à data, bem como com o seu bem-sucedido programa na BBC Radio 2, Jamie Cullum é um músico aplaudido em todo o mundo, com fãs leais espalhados pelos quatro cantos do globo. Com uma carreira de mais de 20 anos, os seus espetáculos lendários levaram-no a atuar ao lado de grandes artistas como Herbie HancockPharrell WilliamsKendrick Lamar e Lang Lang, enquanto o sucesso do seu primeiro disco editado por uma multinacional, “Twentysomething”, bem como do sucessor “Catching Tales”, garantiram-lhe nomeações aos BRIT Awards, Grammys, entre muitas outras distinções. Além da sua muito bem-sucedida carreira discográfica, Jamie também se afirmou como um radialista premiado, sendo que o seu programa na BBC Radio 2 celebra em abril 10 anos de atividade.