Assinado protocolo de colaboração entre o Município de Oeiras e o Centro Nacional de Cibersegurança


Com a tecnologia como core do desenvolvimento do seu território, o Município de Oeiras ambiciona ser também na área da cibersegurança um Município de referência nacional, bem como consolidar o seu posicionamento de vanguarda ao nível da Inovação e Desenvolvimento Tecnológico. Neste sentido, a Câmara Municipal, representada pelo Presidente, Isaltino Morais, e o Centro Nacional de Cibersegurança, neste ato representado pelo Contra-almirante António Gameiro Marques, celebraram esta ontem um protocolo de cooperação. A cerimónia teve lugar no Gabinete do Presidente do Município.

Ficaram, deste modo, estabelecidas as formas de cooperação entre o Centro Nacional de Cibersegurança, que funciona no âmbito do Gabinete Nacional de Segurança e a autarquia, no desenvolvimento de capacidades nacionais de cibersegurança, troca de conhecimentos e no aprofundamento mútuo das capacidades de cibersegurança.

O protocolo prevê as seguintes áreas de cooperação: desenvolvimento estratégico, operações de cibersegurança, formação e qualificação de recursos humanos, sensibilização em matéria de cibersegurança, políticas e exercícios de cibersegurança e ainda outras áreas que sejam acordadas entre as partes.

Isaltino Morais valorizou a formação, “através da qual podemos beneficiar muito da vossa disponibilidade para nos ajudar na nossa pretensão de avançar. É preciso desenhar a engenharia da informática e da tecnologia”, referindo que o município tem uma grande complexidade pelos serviços que presta e “pelo que é importante a relação convosco que, com certeza, será muito útil para nos ajudar”, disse o autarca.

Por seu lado, o Contra-almirante António Gameiro Marques garantiu que “podem contar connosco para que a Câmara Municipal de Oeiras esteja alinhada com as empresas que aqui estão sedeadas”.

Além da proteção dos dados pessoais dos funcionários e dos munícipes, o Município pretende dinamizar e potenciar o setor empresarial orientado para cibersegurança, bem como sensibilizar os seus munícipes para necessidade de adotarem comportamentos preventivos nesta matéria.

A autarquia pretende ainda a promoção e apoio ao empreendedorismo assegurado pelo Município de Oeiras, fator dinamizador da criação de projetos empresariais emergentes e disruptivos, em especial na área da cibersegurança.

A celebração deste protocolo teve também em conta todas as sinergias de que o Município, munícipes e o setor empresarial poderão beneficiar em resultado das estreitas ligações às entidades públicas de cibersegurança e ciberdefesa.